Síndrome de Down em gatos existe?

Síndrome de Down em gatos existe?

A gata Maya, viralizou na internet por causa de sua história, que virou até livro. Em muitas mídias vemos as pessoas se referindo a ela como a gata com síndrome de down.

Além dela, muitas pessoas falam do siamês, que às vezes é vesgo, e que também pode ter a síndrome.

Mas, será que os gatos podem ter síndrome de down?

A síndrome de down é uma síndrome conhecida como trissomia do 21, isto é, uma alteração no cromossomo 21. O cromossomo 21 poderá ter 3 cópias, totais ou parciais, e apenas por essa pequena alteração cromossômica a criança nascerá com características da síndrome de down.

Nós seres humanos temos 46 cromossomos, 23 são vindos do pai, e 23 são vindos da mãe, o que ocorre na síndrome de down é que por causa dessa multiplicação errada, a pessoa fica com 47 cromossomos.

Conforme então falado, especificamente sobre a síndrome de down, o erro genético está ligado ao cromossomo 21, porém os gatos não tem o cromossomo 21.

Os felinos tem 38 cromossomos, sendo que 19 vem da mãe, e 19 do pai, logo o 21 não existe. Então tecnicamente falando, a síndrome de down não ocorre em gatos, apenas em humanos.

Imagem reprodução Instagram @meetmayacat

O que pode ocorrer são erros genéticos em outros cromossomos que, podem também trazer alterações leves ou graves nos animais, trazendo características específicas daquela síndrome.

Normalmente quando ocorre alguma alteração genética nos animais, ocorre aborto espontâneo, ou o filhote nasce e logo após o nascimento, morre, poucos animais com síndromes sobrevivem na natureza, porém, quando falamos de animais domésticos e dos cuidados humanos recebidos, como medicações, fisioterapia, alimentos especiais, eles sobrevivem.

 

 

 

 

 

Comentários

Adicione seu comentário