Entenda mais sobre a linguagem canina!

Entenda mais sobre a linguagem canina!

A linguagem dos cachorros é, basicamente, corporal. Balançar o rabo e mexer as orelhas, por exemplo, são alguns dos sinais que eles usam para transmitir alguma mensagem.

Você pode entender mais sobre como entender as mensagens que os cães transmitem entre eles e para os humanos.

Posturas Gerais

1- Postura calma e neutra: Para cães equilibrados, esta postura está presente na maior parte do tempo.

2- Alerta: Cães sensíveis à movimento e sons, geralmente, apresentam esta postura.

3- Dominante: Postura demonstrada, normalmente, quando cães se encontram num passeio presos à guia; quando um cão sinaliza a outro que é superior ou deseja ser; quando o cão está protegendo seu território e atento a possíveis ameaças que se aproximam de seu espaço de guarda. Perceba se as orelhas estão elevadas, para facilitar a captação de sons emitidos pelo ambiente, e se o peso do corpo está sobre as patas dianteiras, projetando o peitoral, demonstrando autoconfiança.

4- Agressivo: Essa postura é adotada quando um cão tenta afastar uma ameaça persistente que ignorou todos os sinais emitidos como rosnar, mostrar os dentes, ou eriçar os pelos do dorso. O cão dobra as patas traseiras para garantir que terá impulsão, caso tenha que investir, late e mostra os dentes para intimidar e eleva os pelos do dorso para aparentar ser maior. Se as orelhas estiverem abaixadas é um sinal de um cão agressivo por medo; orelhas levantadas enquanto o cão late significa que ele conseguiu afastar ameaças “agredindo” e se tornou um “agressor” confiante. Este segundo caso torna-o mais perigoso.

5- Ansioso e nervoso: O cão demonstra uma mistura de medo e expectativa por algo que está para acontecer, pode ser um evento desconhecido ou imaginário, ou na presença de algo ou alguém que irá disparar os sintomas físicos e fisiológicos relacionados à ansiedade.

6- Medo: Orelhas coladas, cabeça abaixada, patas ligeiramente flexionadas e cauda recolhida entre as pernas significa que o cão está tentando parecer menor do que é, na tentativa de mostrar para seu oponente que ele não representa ameaça e é indefeso.

7- Submisso: O cão deita de barriga para cima, expondo a região abdominal, que é a região mais frágil do corpo, passando a mensagem de que ele se rende ao outro, abre mão de lutar e não representa ameaça.

8- Relaxado: Geralmente quando o cão está descansando, com a cabeça abaixada e queixo encostado no chão. Ele está ligeiramente desconectado dos eventos no ambiente ao seu redor.

9- Brincalhão: Boca aberta e língua de fora, cotovelos apoiados no chão e traseiro levantado abanando o rabo, sinaliza que este cão está disposto e convidativo à brincar.

10- Excitado: Um cão excitado irá tentar chamar atenção do dono ou de outro cão através do toque ou “acenando”, solicitando uma interação.

Rabo

1- Calmo e relaxado: O rabo permanece solto, caído entre as patas traseiras do cão.

2- Alerta: Geralmente ele permanece rígido, tenso e bem ereto, como uma antena. Caso esteja abaixado, ele também estará tenso, sem qualquer movimento.

3- Dominante: Nesse caso, o rabo transmite um sinal idêntico ao sinal de alerta. O que diferencia um do outro são os outros sinais que o cão apresenta, como a projeção do corpo para frente com o peso sobre as patas dianteiras, olhar fixo no outro cão, e boca meio fechada, com a língua retraída.

4- Agressivo: O cão que está demonstrando agressividade mantém o rabo num ângulo quase reto, como uma continuação do seu dorso, e tenso, com pouco movimento. Esta posição se mantém, devido à estabilidade que confere ao cão, caso ele precise saltar ou se arremessar sobre ou em direção à uma possível ameaça.

5- Ansioso: O rabo fica posicionada praticamente entre as pernas do cão mas um pouco mais relaxada do que se ele estivesse com medo. Não cobre totalmente seus órgãos genitais ou toca o abdome.

6- Medo: O rabo fica totalmente retraído entre as patas do cão, cobrindo a genitália e, às vezes, tocando o abdome.

7- Submissão: O cão, deitado de barriga para cima, deixa o rabo curvado sobre o abdome e, às vezes, abanando rapidamente se for a chegada do dono.

8- Relaxado: O rabo fica totalmente relaxado e imóvel.

9- Brincalhão e amigável: O rabo fica se agitando, em movimentos circulares ou de um lado para o outro. O cão também pode balançar o rabo desta forma quando está tenso e agitado, portanto outras informações devem ser coletadas nos sinais físicos do cão.

10- Excitado: O rabo se agita como quando ele está alegre porém, associado com outros sinais, você consegue identificar que, na verdade, este cão pode se tornar agressivo.

Obs: O rabo nem sempre é uma referência confiável para definir o humor ou as intenções de um cão. Sempre note outros aspectos no contexto.

Orelhas

1- Elevadas e apontadas para frente: Este cão está alerta e captando informações sonoras do ambiente. Ele também pode estar mantendo as orelhas levantadas para manter uma aparência maior do que a real e intimidar um outro cão rival no ambiente.

2- Dobradas e levemente para trás, mas não coladas: É uma característica de cães ansiosos. Este cão está incomodado com algo no ambiente, que o está deixando nervoso.

3- Abaixadas e coladas no pescoço: Isso é um sinal de medo. Se estiver associado com dentes à mostra, este cão está demonstrando agressividade por medo.

Outros Sinais

1- Lamber o focinho é um sinal de ansiedade e desconforto por vivenciar determinada situação.

2- Erguer uma das patas e olhar de canto de olho também são sinais que o cão está desconfortável com a situação.

3- Bocejar pode ser um sinal de ansiedade e desconforto. Algo está incomodando o cão e este sinal surge associado com os sinais acima.

4- Desviar o olhar ou afastar a cabeça são sinais claros de que o cão está evitando uma situação indesejada.

5- Cheirar o chão durante uma interação indesejada também é um sinal de desconforto para o cão. Ele procura fugir da situação, direcionando sua atenção para uma atividade alternativa.

6- Sentar ao ser cheirado é um claro sinal de desconforto, passando a mensagem de que o cão não aceita ser cheirado ou não está interessado em interagir com o outro.

7- Encarar é um sinal de dominância e é considerado pelos outros cães como provocação. Se você olhar fixamente para um cão ele irá rosnar, latir ou tentar mordiscar o seu rosto. Se ele for submisso ou ansioso, irá choramingar, desviar o olhar e demonstrar sinais apaziguadores, como tentar te lamber.

8- Urinar ao ver outro cão, olhando fixamente para o mesmo, é um sinal de comportamento dominador. Geralmente é seguido por raspar as patas traseiras no chão.

9- Ao notar dois cães se encarando, o ideal é interromper essa interação imediatamente. Normalmente este tipo de interação negativa ocorre quando os dois estão presos à guia tensa, o que força os cães à adotarem uma postura provocadora.

 

Comentários

Adicione seu comentário