São Paulo: +55 11 4172-5533 | Demais Localidades: +55 3003-0618 contato@mypetsnanny.com.br

Os cães machos costumam montar nas pernas, objetos e outros cães por causa de alguns motivos: tentativa de cruzar, mostrar dominância sobre outro cão ou pessoa, ou para chamar a atenção.

As pessoas esperam essa atitude de um cão macho jovem e cheio de energia, mas não esperam essa atitude de uma fêmea, porém fêmeas também podem ter essa atitude.

O que causa ainda mais estranheza aos seus donos, é que além de tudo, muitas dessas fêmeas são castradas, e não deveriam ter nenhuma atitude ligada ao sexo, muito menos parecer um machinho. Então porque isso acontece?

Embora seja estranho isso para você, fêmeas também tem essa atitude de agarrar as pernas, isso é natural. Quando elas não estão cadastradas, é comum delas fazerem isso próximo ao cio, ou no cio, pois querem cruzar com outro macho. Os hormônios dessa fêmea também a deixam inquieta e em busca de cruzar, assim como nos machos, então é natural que acabem se esfregando em algo, ou mesmo agarrando objetos e pessoas.

Se esfregar nos objetos traz prazer as fêmeas, assim como nos humanos, então pode ser sim uma forma de sentir prazer.

Em alguns momentos essa excitação da fêmea pode ocorrer por outros motivos, como por exemplo quando chega alguém novo em casa. Isso a deixa feliz ou com ciúmes, e essa excitação pode gerar essa atitude. Então de alguma forma ela consegue chamar a atenção de quem gostaria, e muitas vezes esse comportamento começa a se tornar compulsivo.

Outro motivo é a masculinização de algumas fêmeas, existem estudos mostrando que pode ocorrer a masculinização pré-natal de fêmeas, isso ocorre quando na mesma gestação são gerados mais machos que fêmeas, com isso há uma transferência hormonal para essa fêmea, tornando-a com atitudes de machos mais prevalentes.

Mas o que fazer? A castração pode ajudar uma fêmea a parar de “trepar” nas coisas, principalmente se ela fazia isso quando estava perto do cio, porém quando ela não faz isso próximo do cio, às vezes a castração não melhora.

Não dar atenção a fêmea quando está buscando por atenção, é outra forma de ajudar a controlar as frequências.

Outro ponto importante, é não ficar instigando, nem fêmeas nem machos, muitas vezes os donos acham engraçadinho quando o filhote começa a agarrar objetos e pessoas, e dão risada, e até estimulam para que este continue a fazer, porém depois de um tempo não querem mais brincar disso, mas não adianta, seu cão ou cadela, já se acostumou com essa brincadeira, e irá fazer mesmo quando adulto!

Se estiver te incomodando muito busque um veterinário, um adestrador, ou mesmo passeios diários, talvez retirando a energia armazenada, e trazendo outras atividades para ela se distrair, poderá auxiliar!