São Paulo: +55 11 4172-5533 | Demais Localidades: +55 3003-0618 contato@mypetsnanny.com.br

Muitas pessoas deixam de ter gatos, por terem alergia a eles. Essas alergias são bastante comuns, e se vê mais pessoas alérgicas a gatos do que a cães. Acredita-se que alergias a gatos sejam duas vezes mais comuns do que alergias a cães.

Fala-se que o grande vilão dessas alergias é o pelo dos animais, mas será que no caso dos felinos o problema está mesmo em seus pelos?

Realmente os gatos tendem a causar mais alergias respiratórias em nós seres humanos do que os cães, mas o causador desse problema não é exatamente o pelo.

O pelo pode agir como transportador dos agentes alérgicos, mas não é ele que causa o grande mal estar em pessoas “alérgica a gatos”. Quem causa a alergia são duas proteínas que são comuns nos felinos, a felD1 e a felD4.

A Fel D1 é uma proteína que é produzida pela pele do gato, então mesmo gatos sem pelos a produzem, e a descamação da pele, que todos os mamíferos tem, já é o suficiente para deixar uma pessoa alérgica.

Foto que mostra o gato se sacudindo e eliminando pelos e descamação da pele

Já a Fel D4 é uma proteína produzida pela saliva do gato, por isso o gato se lambendo deixa essa proteína em seu pelo, quando a pessoa inala o pelo, ela inala junto a proteína da saliva. É comum, pessoas que são mordidas pelo gato, e são alérgicas, ficarem com essa região coçando e bem irritada, e não por causa da mordida em si, mas sim por causa da reação alérgica que a saliva causou na pele da pessoa.

Essas proteínas são tão pequenas, que elas conseguem se espalhar facilmente pelos lugares, então às vezes você mora numa casa, e seu vizinho tem um gato, e sim, você pode começar a ter uma alergia por causa das proteínas espalhadas.

Não existe relação da raça do gato versus reações alérgicas nas pessoas, todos os gatos podem causar alergias em pessoas que são alérgicas a essas proteínas. Um estudo apontou que gatos machos tendem a ter mais alérgenos do que as fêmeas. E os machos inteiros mais alérgenos que os machos castrados.

Sphynx

Algumas boas práticas podem auxiliar na diminuição desses alérgenos, como por exemplo dar banho no seu gato, porém recomenda-se 2 banhos por semana para conseguir reduzir a proteína, como isso não é sempre viável, outras recomendações também podem auxiliar, como por exemplo, não deixar o gato nos quartos de dormir, nem em cima de sua cama, e também trocar, e lavar, roupas, tapetes, lençóis com maior frequência.

E não se engane, não existe gato hipoalergênico, isto é, gato que não dará alergia, pois como falamos não está ligado a raça do animal, muito menos ao pelo, o Sphynx por exemplo, pode causar as mesmas alergias que outro gato, já que terá também a proteína na descamação da pele e na saliva.

Para pessoas extremamente alérgicas o ideal é que busque outro pet de estimação!