São Paulo: +55 11 4172-5533 | Demais Localidades: +55 3003-0618 contato@mypetsnanny.com.br

Para quem não tem gatos, talvez esse tema seja um tanto quanto estranho, porém para quem tem gatos, esse tema está dando o que falar!

Isso porque muitos tutores de gatos estão tentando ensina-los a fazerem suas necessidades dentro da privada, e não mais na caixa de areia. Segundo a opinião de alguns tutores, essa prática elimina a necessidade de limpeza de caixa de areia, mau cheiro, e barateia os custos. Alguns tutores ainda ensinam seus gatos a avisarem, miando, a hora que quiserem utilizar o banheiro.

Essa prática ficou bastante conhecida fora do Brasil porém aqui já existem adeptos à ela.

Embora pareça bastante inofensiva, muitos veterinários e especialistas em comportamento de felinos, não vem aprovando a idéia, isso porque essa prática foge completamente da natureza dos gatos e, pode inclusive, ser prejudicial a eles, vejam o porque:

1- Gatos gostam de cavar e enterrar: Gavar e enterrar é algo instintivo para os felinos. Na natureza eles escondem seus dejetos na areia, a partir do momento que ele não pode mais praticar esse ato, isso poderá se tornar um momento de estresse para ele.

2- Gatos não estão acostumados a fazerem suas necessidade no alto: além de precisarem ficar longe do chão para utilizar o banheiro, sendo que felinos utilizam sempre o solo para urinarem ou defecarem, eles precisam também ficar se equilibrando na beira da privada. Já existem materiais sendo vendidos (como o da foto ao lado) que ajudam no treinamento e posicionamento dos felinos na privada, mas ainda assim, essa posição não é confortável como parece.

3- Existe risco de queda: o felino pode cair tanto para fora do vaso, quanto para dentro dele, o que pode causar bastante estresse e trauma ao bichano. Fora que seu gato com uma cirurgia recém feita, ou mesmo um gato idoso com problemas articulares, terá muita dificuldade em subir e descer, ou mesmo se equilibrar em cima da privada.

4- Sinais de doenças: um grande número de doenças em felinos são possíveis de serem vistas nas fezes e urinas, além do comportamento que eles praticam quando estão com dor, por exemplo. Esses sinais não serão vistos pelo tutor, ou serão visto tardiamente.

5- Segurar a urina ou fezes por muito tempo: Se você ensinou seu gato a miar quando quer usar a privada ou por acaso esqueceu de deixar a tampa aberta ou porta aberta do banheiro, seu gato ficará segurando ao máximo o xixi ou cocô e isso a médio prazo fará mal à sua saúde.

6- O cheiro pode continuar ruim: muitas pessoas acreditam que o cheiro irá melhorar com o uso da privada, porém quando ele usa a caixa ele cobre suas fezes e urina, já na privada ele não as cobre, e se não tiver ninguém para apertar a privada naquele instante, o cheiro irá permanecer no local, mesmo sendo dentro da privada.

7- Estresse: como falamos acima, isso pode ser bastante estressante para seu gato. Os felinos não demonstram o estresse como os cães, pelo contrário, eles costumam esconder suas doenças de uma forma bastante silenciosa, e mesmo você achando que está tudo bem, essa prática poderá estar trazendo um grande estresse para seu gato.

8- Mudanças de locais: toda vez que você levar seu gato para viajar, ou ele precisar ficar internado numa clínica veterinária, isso será um grande problema, tanto para você, quanto para seu gato, que terá dificuldade em se adaptar, e pior, ficará segurando cocô e xixi pois não estará no ambiente que ele se acostumou.

Conclusão, se você anda pensando em mudar a caixinha de areia pela privada, repense muito, converse com seu veterinário, e pese os prós e contras essa nova prática, que é mais humana do que felina!

Andressa Gontijo – Médica veterinária